Monday, July 13, 2015

As estruturas cerebrais e suas ligações com o medo e instinto de proteção


 
por: Leonardo de Paiva


É importante destacar que todas as informações ligadas aos instintos de preservação são relacionadas aos efeitos bioquímicos do corpo, através do sistema límbico.

Na realidade todas as memórias herdadas geneticamente e adquiridas através de experiências vivenciadas estão armazenadas no nosso “disco rígido” a aura, campo eletromagnético. O cérebro é só o organizador dessas informações eletromagnéticas.


Maiores detalhes sobre a aura, memória e o corpo humeral, neste artigo abaixo:

 

Amigdala cerebral e o hipocampo


Amigdala

Estrutura em forma de amêndoa, situada dentro da região antero-inferior do lobo temporal, que se interconecta com o hipocampo, os núcleos septais, a área pré-frontal e o núcleo dorso-medial do tálamo.

 

Essas conexões garantem o importante desempenho na mediação e controle das atividades emocionais de ordem maior, como amizade, amor e afeição, nas exteriorizações do humor e, principalmente, nos estados de medo, ira e na agressividade.

A amigdala é fundamental para a auto-preservação, por ser o centro identificador do perigo, gerando a bioquímica do medo e ansiedade e colocando o "animal" em situação de alerta, aprontando-se para se evadir ou lutar ( sistema de luta e fuga).
 
É importante salientar também, que  segundo a Alquimia, a amigdala é o elemento de direcionamento das memórias íntegras ao 4° chakra,  que conecta a aura ao "corpo   humeral ou chakra humeral" , que é uma parte especial da aura que só armazena as experiências importantes, íntegras, completas. Experiências que foram vividas com plenitude serão armazenadas, eletromagneticamente, na frequência de luz equivalente a frequência da cor branca ( união de todas as cores do espectro solar).


RGB


Corpo Humeral



 

Hipocampo

Está envolvido com os fenômenos da memória,  principalmente a memória de longa duração. Quando ambos os hipocampos ( direito e esquerdo) são destruídos o indivíduo esquece, rapidamente, a mensagem recém recebida. 

Um hipocampo intacto possibilita comparar as condições de uma ameaça atual com experiências passadas similares, permitindo-lhe, assim, escolher qual a melhor opção a ser tomada para garantir sua preservação.

 


No método terapêutico desenvolvido pela UNATE, método TACAI, foi inserido em 2012 um ferramental terapêutico batizado de  TRT - Terapia de Reprogramação TACAI, que utiliza os conhecimentos da alquimia, neurofisiologia,  auriculo terapia francêsa, associadamente ao conhecimento de que o cristal de silício, tem a faculdade de intervir no armazenamento de memórias na aura, podendo ser de imensa serventia no apoio às terapia visando o equilíbrio em casos de fobias, vícios, memórias traumáticas.

Veja mais sobre essa abordagem terapêutica em:



Assista também à palestra do Alquimista Joel Aleixo sobre a construção e origem do medo: