Friday, January 27, 2017

O Caminho do meio leva à plenitude do Amor


Quando se classifica um sentimento de paixão, não se limita a apenas a paixão pelo parceiro, parceira, mas também pela profissão, amigos, família, pela vida , e ai esta paixão, gradativamente, se bem tratada, cultivada, valorizada, se transformar em Amor , uma oitava de frequência, acima da paixão.

Nas crises, esta paixão pode ser abafada ou abalada  pela frustração, decepção levando a um estado de apatia, inércia física e emocional. Se não conseguimos superar e ressignificar esta situação , então este sentimento, que não foi vivenciado em sua plenitude, pode simplesmente ser extinto, esquecido ou até se tornar uma desarmonia física ou emocional.

De forma geral,  as experiências de paixão e desejo, se iniciam pela atração, movida pelos chacras da base e pelo sistema límbico, puro instinto. Porém, esta frequência de luz de cores fortes como o vermelho e laranja, em forma de sentimentos e desejos, pode elevar-se subindo para as frequências mais sutis, os chakras superiores, transmutando-se em Amor integral e é gravado, pela eternidade, na frequência equivalente à luz branca, na nossa aura. A luz branca equivale à frequência do somatório de todos os espectros da luz solar, no nosso campo bioenergético, todas as faixas vibratórias, desde os instintos básicos da sobrevivência e procriação, até a mais sublime frequência da consciência humana, representado pelo espectro de luz lilás.




para mais esclarecimentos sobre este campo bioelétrico magnético:




Quando tratamos de plenitude na relação com o/a parceiro (a) sexual é fundamental a paixão, no início da receita do bolo do Amor. A tentação do desejo faz parte da experiência humana à qual estamos submetidos, para em um segundo momento, transcender a paixão em Amor. A alma, expressão do corpo unido ao espírito, busca relacionamentos físicos sensuais e se torna apático e ate destrutivo, se não houver paixão envolvida.

A grande questão é saber dosar, por isso é importante desmistificar os excessos e tabus que impedem a naturalidade da vida. As religiões propõe-se a ensinar o caminho espiritual, muitas vezes tolhendo este instinto, mas é a vida que nos ensina, na prática, a experimentar o caminho da espiritualidade de forma apaixonada e sensual, como primeiros degraus do Amor.

O desejo é o impulso primário das relações interpessoais e o apego é o laço energético construído por cada vínculo. Não há como abster-se dessas sensações e necessidades, a abstenção dessas experiências pode levar à depressão e até à doenças graves. O caminho natural das coisas é transcender às paixões e desejos, conhecendo assim o verdadeiro Amor, mas isto leva algum tempo.

As relações conjugais servem ao crescimento pessoal e posteriormente à consciência de pertencimento a um Todo. A necessidade de estar com alguém pode até se acabar quando  encontramos, a nossa parte que se perdeu no inconsciente, as vezes precisamos de toda uma vida para este reencontro com nós mesmos. Isto é natural. Neste estado de espírito de solitude, devemos escolher a nós mesmos, para nos sentir unidos com o Todo e ai poder viver o verdadeiro Amor, mas com já mencionei isto pode levar um tempo... . Paciência e persistência.

Muitas vezes não é o Amor que mantém um casal junto, em convivência diária e sim a dependência emocional, a necessidade de alguém para compartilhar, dormir sob o mesmo teto, constituir uma família, vivenciar experiências similares, resgatar culpas, experienciar o diferente, seja em momento de paz ou de conflito.

Não existe nada de errado em nos apegarmos em uma relação dessa natureza instrutiva, quando nos permitimos também, conhecemos as fronteiras da paixão. O sofrimento é parte do processo, assim como o prazer de se sentir vivo e apaixonado(a)!

Um antigo conhecimento xamânico nos alerta para não nos esquecermos de alimentar o animal interior que trazemos, porque, se não assim o fizermos, este animal poderá se tornar uma fera indomável e escapará de nosso domínio.

É interessante que aprendamos a vivenciar a paixão dosando sua relação, para não estragar o sabor. Tanto o excesso quanto a deficiência, dessa força telúrica, pode  produzir no fluxo energético dos chacras desequilíbrios e enfermidades psicológicas e físicas.

Nós somos como um centauro, que da cintura para baixo tem um corpo de animal, susceptível as energia mais densas, a paixões e desejos,  e da cintura para cima é um ser hominal / Divino, querendo a conexão com o conhecimento da criação e da evolução.




O caminho do meio leva à plenitude do Amor, que deve ser a LUZ DE NOSSAS VIDAS.



Leonardo de Paiva

Saturday, January 21, 2017

Constelação Familiar, Apometria, Terapia de Reprogramação e Astrologia:



Sugestivo consórcio terapêutico, na busca das “ Ordens do Amor” e da ressignificação de desarmonias



Leonardo de Paiva


A Constelação Sistêmica Familiar é uma linha terapêutica que foi construída a partir da experiência antropológica e psicoterapêutica do filósofo, psicoterapeuta e teólogo, Bert Hellinger. Esta psicoterapia teve suas bases teóricas alicerçadas nas suas vivencias e experiências, com o povo Zulu, na África e como  psicoterapeuta em diversas abordagens, além das suas reflexões sobre o pensamento quântico relativista, da teoria dos campos morfogenéticos, descrita pelo cientista Rupert Sheldrake.
 
A designação morfo, de morfogenético vem da palavra grega morphe, que significa forma e a palavra genética vem de gêneses que significa origem.

Segundo Sheldrake, “Os campos morfogenéticos, ou simplesmente campos mórficos, são campos que levam informações sem barreiras de espaço e do tempo, e sem perda alguma de intensidade depois de ter sido criado. Eles são campos não físicos que exercem influência sobre sistemas que apresentam algum tipo de organização inerente”.

Estes campos organizam não só os organismos vivos, mas também os minerais. Cada ser, tipo de molécula, cada proteína, tem o seu próprio campo mórfico. 

De um mesmo modo, cada tipo de organismo, cada planeta, cada padrão de comportamento, cada arquétipo, tem seu campo mórfico, e segundo Sheldrake, estes campos são os que ordenam tudo que existe na natureza e no Universo. 

Esta teoria dos campos mórficos, associada aos conhecimentos da Astrologia, da Apometria, da Terapia de Reprogramação TACAI e da Constelação Familiar, nos traz suporte para obtermos um grande ferramental terapêutico e também começarmos a compreender os fenômenos observados nas sessões terapêuticas da Constelação Familiar, nos tratamentos de TRT, apométricos e  nas avaliação dos mapas astrológicos, onde as influências de ancestrais, personalidades dissociadas, subpersonalidades e astros, podem afetar o nosso dia a dia, nas atitudes, comportamentos e até predisposições a determinados eventos e desarmonia.

A Constelação Familiar, na sua essência, estuda a interrupção da ordem e do fluxo harmônico da vida dos seres humanos. Integrando e harmonizando estas criaturas vivas e já mortas, com o Universo, onde nós, nossos ancestrais, os seres em geral, minerais, elementos da natureza, astros e campos morficos interagem. 

Utilizando o mesmo raciocínio da Constelação Familiar e dos campos morfogenéticos, interpretar um mapa astrológico natal, não somente viabiliza, na prática, a compreensão e a percepção das influências de energias planetárias na nossa psique e relações interpessoais, como também pode ajudar a modificar alguns padrões de comportamentos recorrentes, originados em crenças limitantes, que nos impedem a ter uma vida mais leve e fluida.

Outro campo do conhecimento e prática terapêutica que podemos associar a este consorcio de terapias quânticas é a Apometria.

 Apometria, nome mais recente dessa abordagem origina-se de  (apo- do gr. "além de" e -metron "medida") e é um conjunto de práticas com objetivo de harmonização , normalização corporal e conscientização do envolvimento energético, no qual todos nós estão imersos.

Essa prática terapêutica foi introduzida no Brasil pelo farmacêutico e bioquímico porto-riquenho, Luis Rodrigues, que a chamava de Hipnometria, e utilizava técnicas próprias para obter o suposto desdobramento anímico controlado. 

Na década de 1960, foi sistematizada pelo médico-cirurgião geral e ginecologista  José Lacerda de Azevedo (1919-1997), que lhe trocou o nome para Apometria.

Apesar de não ter sido comprovada através do método científico cartesiano, muitas pessoas afirmam ter sido curadas por essa prática. Os estudiosos dessa técnica afirmam ainda que, com a evolução do método científico, todos os conceitos aparentemente inexplicáveis pela ciência como a vemos hoje, serão devidamente explicados com o desenvolvimento dos estudos científicos e das faculdades cognitivas humanas.

A TRT – Terapia de Reprogramação TACAI, por si só, já demonstra uma grande ferramenta de harmonização e quando consorciada a Constelação Familiar , Apometria e Astrologia torna-se quase uma “panaceia alquímica” *, pela sua rapidez e eficácia terapêutica. 

A TRT é uma abordagem desenvolvida pela UNATE – Universidade Aberta do Terapeuta, inspirada nos conhecimentos da Alquimia Paracelsiana e no poder dos cristais de silício, descritos pelo pesquisador das terapias orientais e desenvolvedor dos Cristais Radiônicos, Raul Breves.

Utilizando-se  da TRT é possível reprogramar e ressignificar memórias traumáticas, auxiliar na eliminação de vícios, angústias, mal estares e até sintomas físicos em curtíssimo espaço de tempo. Sugerimos que se aprofundem em como funciona a TRT, assistindo os vídeos disponíveis em:https://www.youtube.com/watch?v=rDNkQdUtwAs&list=PLOVAqebrLv1fWvNJsTmozVzjRcU57zCoo

A proposta de consorciar em uma única abordagem a Constelação  Familiar, a TRT, a Astrológia, e a Apometria , proporciona ao terapeuta e cliente, os recursos para uma reflexão profunda e instalação das “Ordens do Amor”, descritas por Bert Hellinger, de forma muito mais abrangente e eficaz, do que se utilizássemos estas abordagens terapêuticas, isoladamente.

* Panaceia é uma palavra com origem no grego panákeia, sendo que pan significa "todo" e ákos significa "remédio". Desta forma, a palavra indica uma substância que cura todas as doenças.


Para melhor compreensão dessa proposta terapêutica mista, que associa Constelação Sistêmica, TRT, Astrologia e Apometria, sugerimos que acessem os vídeos e textos:

O que é APOMETRIA:

O que é CONSTELAÇÃO FAMILIAR:

O que é a TRT – TERAPIA DE REPROGRAMAÇÃO TACAI

ASTROLOGIA SISTÊMICA:


Sugerimos também que visitem nossa página, que explica o que é o Método TACAI da Universidade Aberta do Terapeuta – UNATE, que reúne diversos instrumentos terapêuticos, de forma harmônica e complementar.


A  UNATE promove uma formação livre que sistematiza a utilização harmônicas dessas ferramenta:

  • Terapia Floral TACAI
  • Terapia auricular com os cristais de silício ( TRT _ Terapia de Reprogramação TACAI)
  • Alquimia e Astrologia Suméria


Nossa missão, como instituição da UNATE:

Promover a saúde integral, formando como facilitadores desse processo seres humanos aprimorados, responsáveis e conscientes de suas responsabilidades e dos processos evolutivos do Universo.

UNATE