Thursday, December 27, 2012

A terapia do tártaro carbônico, do metodo TACAI



A terapia do tártaro carbônico, do metodo TACAI

Leonardo de Paiva

          "V.I.T.R.I.O.L."


Visita Interiorem Terrae. Rectificandoque. Invenies. Occultum Lapidem




Visita o centro da terra retificando-te, encontrarás a pedra oculta




Filosoficamente a palavra VITRIOL é uma sigla usada pelos alquimistas e quer dizer: Visita o Teu Interior, Purificando-te, Encontrás o Teu Eu Oculto, ou "a essência da tua alma humana". 

VITRIOL é o símbolo universal da constante busca do ser humano para melhorar a si mesmo .   

VITRIOL não só simboliza a constante busca do homem para melhorar a si mesmo, polindo a “pedra bruta” da personalidade humana (o seu ego) para que um dia brilhe a sua individualidade (o Eu Superior) que surge como um diamante diáfamo pela limpeza da alma e pureza em seu coração. 



Miticamente, V.I.T.R.I.O.L. vai além do trabalho do homem sobre si mesmo. Simboliza também um lugar oculto no interior da terra, que é conhecido há milhares de anos pelos lamas tibetanos e mestres hindus ou brâmanes como o Reino de Agharta (AG - Fogo; HARTA - Coração = Coração de Fogo), onde, segundo a lenda mítica, vive uma civilização  avançada há milhares de anos, sob um Sol Central que ilumina  Shamballah, a "Shangri-lá”, a  Morada Eterna do Rei do Mundo, onde vivem os Santos e Sábios Homens que de tempos em tempos surgem na superfície da Terra para instruir a Humanidade. 



Na perspectiva da Alquimia, a cada experiência vivida, o Ser, além da sua evolução e crescimento individual, pode adquirir cicatrizes pelos equívocos cometidos, cicatrizes estas que são armazenadas no seu campo energético, na forma de frequência de carbono bruto, ao exemplo do nosso planeta que acumula carbono nas suas entranhas e com o tempo e altíssimas pressões se transforma em diamantes. 

A busca do diamante diáfano interior é uma meta muitas vezes inconsciente a atingirmos (predestinação da evolução). 

Sendo assim, esse acúmulo de sujeira energética precisa ser limpa do corpo umeral (parte da aura que permanece após a morte física), sob pena de se ter reincidências constantes de desarmonia.



A terapia do tártaro carbônico, do método TACAI, tem exatamente a finalidade de realizar essa limpeza do corpo umeral, removendo os resíduos energéticos e promovendo o encontro do ser com sua Pedra Filosofal.



Segundo os alquimistas, quando não se utiliza adequadamente as ferramentas que nos foram concedidas, com o propósito da evolução ou quando deixamos de cumprir com nossa predestinação, ocorrerá o acumulo de tártaro carbônico, no nosso corpo umeral, local que só deveria existir “luz”, memorias harmônicas. 

A escuridão do tártaro de carbono levará o “empirium” (nosso eu maior) a envidar esforços em limpar este  tártaro, acarretando em sintomas (doenças), angústias, desarmonias que são na realidade cartazes de limpeza.



Hermes Trimegisto, grande alquimista da antiguidade, trás a seguinte explicação para os efeitos da limpeza do tártaro carbônico.



O segredo de tudo esta aqui, se ele é convertido em matéria.  Tu separará a terra do fogo, o sutil do espesso.  Suavemente e com grande desvelo, une as coisas superiores com as inferiores e toda obscuridade fugirá de ti. Desse modo obterás a gloria do mundo e as trevas se afastarão de te. Esta coisa é a forte fortaleza de toda força, pois vence toda coisa  sutil e penetra em toda coisa sólida. Assim tudo foi criado e disso sairão admiráveis adaptações”



Este tratamento da limpeza do tártaro do carbono, do método TACAI é realizado tomando por base o mapa astrológico natal de quem vai ser tratado e será usado  o símbolo da Runa OTHEL, para induzir uma frequência de harmonização ao floral. 

Este símbolo é disponibilizado no gráfico do FQG – freqüência quântica gráfica de tratamento astrológico, do método terapêutico TACAI.








Este símbolo  a runa Othel será usada na referida terapia, aliando-a aos protocolos da terapia floral TACAI.




A Runa Othel representa um homem velho, e traz a temática da autoridade, do conservadorismo e da necessidade de soluções formais, legais, hierarquia ou aspectos legais. Pode significar separações ou divisões, ou retorno de situações do passado mal resolvidas. Pode significar cobranças por falta que cometemos: irresponsabilidades, falta de decoro, erros e falhas do passado.



A terapia do tártaro carbônico tem a finalidade de livrar o Ser de suas cicatrizes antigas, padrões de condutas que foram constantes e repetidas e que, mesmo na atualidade, livres delas por mudanças realizadas nas suas atitudes, permanece com as cicatrizes energéticas, nos registros do corpo umeral, atraindo desarmonias e doenças, pela necessidade da grande transformação do chumbo em ouro, do carbono em diamante, explicada pela Alquimia.



Podemos encontra um cliente com excelentes aspectos no mapa astrológico natal, mas na prática não os exterioriza, isso poderá ser explicado pelo acumulo de tártaro carbônico, naquelas casas astrológicas. 

Um sol bem aspectado, na casa cinco e, mesmo assim, a pessoa apresenta baixa estima. É um exemplo onde se deve proceder à terapia da limpeza do tártaro carbônico naquela casa astrológica.


Condições que se deve suspeitar da presença de tártaro carbônico:
 
          Quando Marte na casa 1 e se acovarda;

          Quando Venus na casa 2 e se empobrece;

          Quando Mercúrio na casa 3 e se cala;

          Quando a Lua na casa 4  e não se enraíza;

          Quando o Sol na casa 5 e não se impõe;

          Quando Mercúrio na casa 6 e não se organiza;

          Quando Venus na casa 7 e não se relaciona;

          Quando Plutão na casa 8 e não se transforma;

          Quando Júpiter na casa 9 e não busca mais;

          Quando Saturno na casa 10 e não se responsabiliza;

          Quando Urano na casa 11 e não ousa;

          Quando Netuno na casa 12 e perde a fé.



.


Quando as nossas potencialidades são negadas por nós mesmos. Elas serão carbonizadas e comprimidas dentro de nós. Até transformarmos esse carbono (pedra oculta) em nossa pedra filosofal

Essa terapia demanda uma formação específica, com base na Alquimia e Astrologia Suméria. A escola de alquimia de Joel Aleixo foi a precursora nesta linha terapêutica e disponibiliza essa formação nos últimos níveis da formação do Alquimista, o Rubedo, usando florais específicos do sistema Joel Aleixo, os florais do VITRIOL.




Rubedo é uma palavra em latim que significa avermelhado. Foi adotada pelos alquimistas no século XV e XVI para designar o quarto e último estado da alquimia: a iluminação. É precedido pelos estados nigredo (morte espiritual), albedo (purificação), e citrinitas (despertar).



Citrinitas é uma palavra em latim que significa amarelado. Foi adotada pelos alquimistas para designar o terceiro estado da alquimia: o despertar. Seu sentido literário é a "transmutação da prata em ouro”.


No método TACAI, para limpar o tártaro carbônico do corpo umeral utilizamos os florais TACAI , as mandalas da terapia frequêncial gráfica e o símbolo da runa Othel como catalisadora da limpeza. 

Essa terapia é estudada  no segundo nível da formação do método TACAI, após a formação no sistema floral TACAI, no módulo de astrologia  e de terapia  frequencial quântica gráfica.

Tuesday, December 4, 2012

Assepsia Integral Convulsivante um protocolo misto de terapia de resignificação e harmonização.








AIC - Assepsia Integral Convulsivante

Leonardo de Paiva    http://lattes.cnpq.br/9588405829640011  

A AIC é uma técnica mista que faz parte do método TACAI http://unat-aban.blogspot.com.br/p/metodo-tacai.html que foi configurada a partir da combinação de técnicas distintas ( TRE e a TRT) e de conhecimentos da alquimia ocidental e oriental, além de conhecimentos da MTC - Medicina Tradicional Chinesa.

Combinaram-se os procedimentos da terapia de reprogramação, desenvolvida pela UNATE, com princípios da Alquimia, MTC e da técnica do TRE - Trauma Releasing Exercises, desenvolvida por David Berceli. 

O objetivo dessa combinação de técnicas é realizar a redução dos sintomas do estresse patológico, através da indução dos tremores neurogênicos e da eliminação das memórias traumáticas, armazenadas na aura, nosso campo eletromagnético, que segundo a alquimia Paracelsiana é onde são armazenadas nossas memórias e as receitas das bioquímicas hormonais do nosso organismo.


Justificativas para uso da AIC

Muitas pessoas vivenciam situações traumáticas, que podem degenerar para um quadro de estresse pós-traumático. Quando as tensões e traumas ocorrem, o corpo tende a encontrar mecanismos de alívio dessa tensão, quando isso não ocorre, as tensões deletérias, do trauma vivenciado, se alojam nos tecidos do corpo: músculos, tendões, articulações, fáscia e precisam ser dispersas, expurgadas, sob pena de levar o organismo a inúmeras desarmonias como: insônia, picos hipertensivos, insegurança, medos, fobias, depressão.

Estes registros ou memórias traumáticas necessitam ser extraídas das memórias musculares do corpo e eletromagnéticas da aura e para isso precisão ser expressas, fisicamente, através de tremores neurogênicos, rápidas convulsões, choro, bocejos, risos, gritos; para que o organismo volte a ficar em seu estado de harmonia.

Esse fenômeno dos tremores pode ser observado, naturalmente, após um susto, trauma emocional, uma forte emoção, principalmente nas crianças e animais. 

Nos adultos, normalmente essa resposta do organismo é tolhida pelo ego por, na maioria dos casos, serem consideradas como sinais de fraqueza e fragilidade.

Quando ocorre um evento estressante, traumático que ative o sistema límbico, no módulo paralisia, fuga ou luta, ocorrerá uma contração involuntária da musculatura de toda cadeia mestra estática anterior do corpo, com grande estímulo nervoso sobre o músculo psoas, levando o corpo a uma posição contraída, semelhante à da posição fetal.

Em alguns casos o indivíduo, simplesmente armazena aquela tensão no seu corpo, por reprimir o choro ou o tremor neurogênico, por considerá-los inadequados e demonstrativos de fraqueza, não fazendo assim a assepsia energética e neurogênica.  Esse acúmulo de tensão, não dispersada, com o tempo, levará aos sintomas do estresse negativo: dificuldades de sono, taquicardia, irritabilidade, medos, perda de apetite, mau humor, isolamento social, favorecendo ao adoecimento e até mesmo ao acometimento de doenças degenerativas.

Essas situações, de obstrução da assepsia neurogênica, são muito observadas em pessoas que são treinadas para controlar as fortes emoções como: profissionais de saúde e emergências, policiais, bombeiros, militares. Sendo estes profissionais os mais afetados com os sintomas do estresse pós traumáticos e pelas doenças do estresse (hipertensão arterial, diabetes, câncer, síndrome do pânico).

Para melhor entendimento, acessar http://youtu.be/bPFbXdSGSkc


Compõe o protocolo terapêutico da AIC - Assepsia Integral Convulsivante do método TACAI

As teorias de bases da MTC - Medicina Tradicional Chinesa, da Alquimia Paracelsina, conhecimentos do TRE - Trauma Releasing Exercises e da TRT- Terapia de Reprogramção TACAI, consorciados.

Iremos falar um pouco a respeito de cada um desses instrumentos terapêuticos:


TRE - Trauma Releasing Exercises

David Berceli, analista em bioenergética e especialista das questões ligadas ao trauma, desenvolveu uma técnica que implica num processo neuropsicomotor, complementar ao processo psicológico clássico, o TRE - Trauma Releasing Exercises. Para Berceli, os seres humanos evoluem ultrapassando traumas, sendo o corpo o maior aliado para superação de seus danosos efeitos. David Berceli criou exercícios que descongelam os bloqueios provenientes dessas adversidades, especialmente, nos músculos psoas, da região pélvica e nos músculos da cadeia mista estática anterior, que envolve os adutores, vasto medial, vasto intermediário, reto femoral, tensor da fáscia lata, glúteo máximo, grácil e sartório.

5 vídeos em que Berceli explana sobre o TER: http://youtu.be/9vH709shOBY     



O Protocolo da AIC

Inicia-se este protocolo com os a TRT ( utilizando a auriculo terapia com a mico esferas de silício programadas) fazendo-se uma rápida anamnese, identificando o epicentro da desarmonia. Em seguida deve-se perguntar ao o cliente se, realmente quer se livrar daquele problema ou desconforto. É importante observar se o cliente, a ser tratado, está em gozo de suas faculdades mentais, pois é imperioso que o cliente entre em contato mental com o fato ou a situação que o leva à desarmonia, seja uma dor, uma grande perda, uma decepção, um trauma, um vício...


A conduta terapêutica

Após o cliente ter sito conduzido pelo terapeuta a fazer contato mental com a sua desarmonia, inicia-se a terapia estimulando-se no ponto auricular “Shemen”. Então se vai perguntado ao cliente, sobre as sensações de alívios ou migrações dos sintomas e o terapeuta vai colocando as micro esferas de silício, segundo os protocos e conhecimentos da MTC - Medicina Tradicional Chinesa ou de área reflexa, das partes do corpo que estão em desarmonia.

Por exemplo: se há tristeza, após colocar-se no ponto “shemen”, irá ser realizado outro estímulo com as eferas de silício sobre o ponto reflexo do pulmão; se o que existe é uma sensação de aperto na garganta ou no estômago, serâo estimulada nas áreas reflexas auriculares, correspondentes a esses sintomas. Esses procedimentos serão procedidos até identificar-se o alívio dos sintomas físicos e emocionais.



Objetivos da AIC – Assepsia Integral Convulsivante

     Limpar o lixo emocional oriundo dos medos e os bloqueios ocasionados por situações traumáticas, através de exercícios que visam liberar as tensões profundas, desenvolvidas no organismo, durante uma experiência traumática;

  Induzir o organismo a tremores neurogênicos fisiológicos, a fim de descarregar a energia excessiva, gerada quando de acontecimento traumático e estressantes;

  Apoiar a terapia auricular com as micro esferas de silício programadas, na adequação das informações eletromagnéticas da aura, oriundas de traumas, angústias e tensões que geram a bioquímica do pânico e do estado de estresse patológico.


Como se capacitar neste protocolo hibrido da assepsia emocional e física

A UNATE – Universidade Aberta do Terapeuta vem desenvolvendo formações regulares, capacitando profissionais de saúde, na aplicação do método TACAI, que inclui entre outras técnicas, a AIC – Assepsia Integral Convulsivante.

Maiores detalhes no blog  http://unat-aban.blogspot.com.br/

Assistam os vídeos que mostram a TRE , técnica precursora da AIC: