Pages

Sistema Floral TACAI, da UNATE




TERAPIA INTEGRAL DA ALMA e CORPOS - FLORAL TACAI

O Método TACAI da Universidade Aberta do Terapeuta, tem seu próprio sistema de remédio vibracional , o chamamos de  Sistema Floral TACAI, que atua de forma integrada com as frequências quânticas gráficas do Sistema Sanjeevini, frequência gráficas do Método TACAI, os florais propriamente ditos e elixires de minerais.

Classificamos de florais o nosso sistema de remédios vibracionais, todavia é muito mais que um simples Sistema  Floral, pois envolve diversas modalidades de remédios vibracionais, em um único sistema. (Elixir de minerais, Remédios Vibracionais Sanjeevini, Florais, Compostos Fitoterápicos, Remédios Radiônicos, Impregnação magnética por intenção, sons e mandalas)


O Sistema Floral TACAI dá suporte às demais ferramentas terapêuticas do método, como a TRT - Terapia de Reprogramação TACAI, Constelação Sistêmica e Familiar, Apometria, Alquimia Espargíria, Astrologia Suméria e a MTC - Medicina Tradicional Chinesa / Oriental, na sua totalidade ( Acupuntura, micro sistemas, fitoterapia/minerais, cinesioterapia e artes marciais integrais). 

Trabalhamos integrando de forma harmônica todo esse elenco de instrumentos terapêuticos. 

Isto é o Sistema Floral do Método TACAI 


CONVITE:


Venha no próximo 5 de outubro de 2017 vivenciar o feitio do FLORAL TACAI , no sítio Flor do Ororubá, em Aldeia / Camagibe PE.
Ficaremos da noite do dia 5 ao dia 6 vivenciando, na prática esta arte da Alquimia, na coleta e preparo do Remédio Vibracional TACAI.


Pernoitaremos no sitio, vivenciando todas as fases de preparação do Floral TACAI.


@s interesad@s   devem entrar em contato conosco pelo e-mail  leonardo@paivaesouza.com para maiores exclarecimentos.
 


O que é o Método TACAI






A UNATE além da formação completa, no sistema terapêutico, Método TACAI - Terapia Acupuntural e Alquimia Integrados, também ministra formação de educação continuada e aperfeiçoamento no Sistema Floral TACAI de forma independente da formação clássica no método.

Esta formação no sistema floral TACAI tem dois níveis, o nível básico e o avançado. 


A formação básica é realizada em 12 horas/aula e a formação avançada em 80 horas/aula.


No nível básico se vivencia os princípios da Alquimia Espargíria, as teorias de base do sistema floral, técnicas da APT - Avaliação Psicossomática TACAI, anamnese e terapêutica básica. - 12 horas/aulas, de teoria da alquimia floral e vivência prática, no ambulatório escola da UNATE . 


No nível avançado se vivencia ,de forma complexa e profunda, os princípios das  Bases teóricas da Astrologia Suméria e a Terapia Floral TACAI avançada. - 80 horas/aula. Esta formação, normalmente,  é realizada em 10 encontros, um encontro por mês de 8 horas/aula.



 


APRESENTAÇÃO DO SISTEMA FLORAL TACAI
 



Iniciaremos a apresentação do nosso sistema floral fazendo uma homenagem ao grande inspirador dessa criação e sistematização, meu professor JOEL ALEIXO, Alquimista brasileiro sistematizador dos Florais Brasileiros, hoje conhecido como Sistema Floral Joel Aleixo. Nosso profundo respeito e gratidão, pelos doze anos de formação, na Escola de Alquimia e constante inspiração.



Origem do Sistema Floral TACAI
O nosso sistema de remédios vibracionais foi fundamentalmente inspirado, pelo alquimista Joel Aleixo e pela forma tradicional da terapia floral desenvolvida por Edward Bach. Unimos à visão Alquímica Paracelsiana à racionalidade quântica relativista e a multidisciplinaridade das Prática Integrativas Complementares, criando uma sistematização própria, no uso das energias terapêuticas das flores, associadamente ao efeito terapêutico das mandalas e dos minerais.

O sistema Floral TACAI é extremamente simples e ao mesmos tempo de um grande abrangência, pois envolve o poder de harmonização das flores, dos minerais, de fitoterápicos, de gráficos radiestésicos e mandalas.

Compõe o nossos sistema floral, quatro essências florais e um floral de integração, que são utilizados para desarmonias emocionais e físicas. Integram-se às essência florais TACAI, gráficos radiestésicos, essencias vibracionais Sanjeevini,  mandalas e minerais.

Leonardo de Paiva 
(sistematizador do Sistema Floral TACAI)








Terapia Floral - o que é?

Terapia floral é o tratamento realizado através de essências obtidas da energia vital das flores, a aura das flores, e da experiência evolutiva acumulada no DNA daquele ser vegetal. Esta forma de energia pode atuar diretamente no físico e ou no emocional das pessoas, animais, vegetais permitindo que se corrijam as causas dos principais fatores de desequilíbrios e desarmonias. Com o uso terapêutico dos florais se promove uma indução de frequências harmônicas, do campo áurico da flor, em harmonia natural com o meio ambiente, para o do campo eletromagnético do paciente, em desarmonia, levando-o a um equilíbrio temporário, que pode se perpetuar, quando houver mudanças no comportamento patológico desse paciente, pois o floral não trata como os remédios alopáticos, eliminando só sintomas, além de propiciar um alívio dos sintomas, reequilibra o ambiente energético gerando uma condição ideal para reflexão e a consequente  mudanças de comportamentos, o que é, na realidade é o segredo das curas e harmonizações.

A aplicação das essências florais, para uso terapêutico é muito antiga e já havia sido utilizada por Hermes Trismegistus, no antigo Egito
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hermes_Trismegisto

Porém, mais recentemente, foi novamente difundida, ao mundo moderno, por intermédio de um médico homeopata inglês, o dr. Edward Bach, na década de 1930. 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Edward_Bach


Bach no auge de sua carreira e por motivos de doença, retirou-se para a floresta de Gales, onde, em estreito contato com a natureza, sentiu as sutis propriedades curativas das flores. Ele a partir dessa experiência produziu 38 essências obtidas das flores silvestres locais e foi um dos pioneiros, da era moderna, na compreensão do relacionamento entre as emoções e a saúde do corpo e da mente conforme explicou em sua obra, Cura-te a ti mesmo

Resultado de imagem para criança tomando remédio floral

"A doença é uma mensagem para mudarmos, uma oportunidade para tomarmos consciência das nossas imperfeições e para aprendermos as lições da vida, de modo a podermos cumprir melhor nosso verdadeiro destino".

Edward Bach



Florais no mundo e no Brasil

Pesquisadores de várias partes do mundo, seguindo os passos de Bach, desenvolveram outras essências florais, com propriedades curativas similares. Hoje temos também os florais da Califórnia, do Deserto do Arizona, do Himalaia, da Austrália . No Brasil, temos os florais de Minas, da Amazônia, de Saint Germain, Filhas de Gaia, Brasileiros, Sistema Joel Aleixo, Florais do Nordeste, Florais do Agreste, Sistema Floral TACAI, entre outros.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) pesquisou os florais, de 1946 a 1976. Foram 30 anos de pesquisa antes de homologar a aprovação desse sistema terapêutico.

No Brasil, diversos pesquisadores vêm desenvolvendo pesquisas científicas visando confirmar a eficácia da ação terapêutica dos florais. Podemos citar só no Recife, como exemplo: a professora, Drª Eliana Vasconcelos, que foi  professora e uma das criadoras do ambulatório de práticas integrativas do Departamento de Enfermagem da UFPE. A Dra Eliana Vasconcelos fez seu doutoramento pesquisando os florais de Bach; a médica veterinária, acupunturista e terapeuta floral, Regina Fialho PhD., que tem desenvolvido pesquisas na UFRPE, sobre os florais do Nordeste e os Sistema Joel Aleixo aplicados à Medicina Veterinária. Tendo concluído seu doutorado com uma tese sobre a eficácia terapêutica dos florias na terapia em câncer de mama. 

Outro pesquisador é o médico Marco Menelau, que desenvolveu os Florais do Nordeste e estudos da psicomedicina; temos também o professor da UFPE Ferdinand Röhr, que sistematizou os Florais do Agreste. Além de nós da UNATE, Leonardo de Paiva e Daniel Fialho, que conjuntamente com a equipe de pesquisas da UNATE, sistematizaram o Sistema Floral TACAI e vem desenvolvendo pesquisas através da UNATE - Universidade Aberta do Terapeuta, sobre a associação da terapia floral, xamanismo e  às demais PICs - Prática Integrativas Complementares, constituindo o método TACAI - Terapia Acupuntural e Alquimia Integrada.

Destacamos também no Brasil os  sistemas florais Brasileiros e os Florais Joel Aleixo que tem características próprias, por serem florais alquímicos e envolverem uma forma bem diferenciada de obtenção de suas essências florais.


Fitoterapia e Terapia Floral

A fitoterapia, terapia com óleos essenciais e tinturas, diferenciam da terapia floral no que se diz respeito a presença de princípios ativos, já que os óleos essenciais e tinturas são misturas complexas, contendo várias dezenas ou mesmo algumas centenas de substâncias com composição química variada, obtidas através da técnica de hidrodestilação ou prensagem a frio e no caso dos florais solares, geralmente, não existem os princípios ativos, só energéticos. Todavia na terapia com os óleos essenciais também se pode observar a influência do componente energético, onde as experiências vivenciais da planta, como rusticidade, adaptabilidade são passadas para quem utiliza as essências como suporte terapêutico.


A preparação dos florais solares

As essências florais que seguem os princípios dos Florais Solares são preparadas a partir de uma infusão de flores em um recipiente com água exposto aos raios solares, que tem o mesmo espectro luminoso da aura. Posteriormente, essa essência  vibracional obtida pela ação solar, será  conservada em solução alcoólica.


Como já colocamos as essências florais são de natureza vibracional, e embora se assemelhem a outros remédios elas não agem devido à composição química do líquido, e sim por causa das frequências vibracionais provenientes das experiências (guardadas na constituição do DNA) e frequência energética (aura) das planta. 

Os florais apresentam um poder sutil, pois incorporam os padrões energéticos específicos de cada flor, e ao serem tomados, entram em contato com nosso campo energético/emocional, trazendo bem-estar, equilíbrio e por consequência, homeostase bioquímica.

A base das doenças está num desequilíbrio interno, resultante da desarmonização provocada por sentimentos negativos como medo, raiva, frustração, ansiedade, solidão, desinteresse, angústia, desesperança, depressão e todos os outros sentimentos que levam ao sofrimento, por incapacidade objetiva de se lidar com eles.  A nossa homeostasia (equilíbrio), é influenciada, diretamente, pelos impulsos nervosos, sinapses, e pela consequente circulação dos diversos hormônios que são liberados de acordo com a qualidade de nossa interação entre alma, corpo e meio ambiente. 

Quando se instala um processo doentio é porque o conflito já extravasou do nível emocional para o celular. A atuação dos florais atua no nível sutil, nas frequências da aura e por conseguência harmonizando os sentimentos. 

Como os florais agem na bioenergia também atua  na integração de comandos e mensagens do RNA e DNA, por consequência na captação de aminoácidos e construção de enzimas, equilibrando a bioquímicas e as nossas respostas na interação com o meio, auxiliando com isso nos processos de busca da homeostase física, e também na transmutação de comportamento e, por consequência, gerando curas e alívios de sintomas físicos, resultantes dos desequilíbrios emocionais e energéticos.


Os florais na visão da alquimia medieval

Diferentemente da ação dos florais solares, os florais inspirados nos alquimistas medievais, como os Florais Brasileiros, os do Sistema Joel Aleixo, não usam os raios solares como fixadores no substrato líquido da energia harmonizadora das flores; atuam porém da mesma forma nas respostas emocionais e fisiológicas, só diferenciam-se na forma de fixação do princípio terapêutico. 

Os florais inspirados nos conhecimentos da Alquimia atuam diretamente nos processos naturais de defesas e regeneração do organismo , principalmente, pela ação das flores e das energias telúricas dos minerais. Estes florais, igualmente aos de fixação solar contribuem agilizando os processos naturais de descartes e limpeza de informações da memória ( armazenados na aura). 

Segundo o alquimista Joel Aleixo, esse processo de descarte é realizado através das células gliais do cérebro e ocorre entre meia noite e seis horas da manhã, que segundo Aleixo é denominada de gêneses dos miasmas, que atuam  nos descartes das memórias não essenciais.

O processo de descarte das informações do cotidiano ( obtidas a partir dos sentidos, estímulos aferentes), que não interessam ser armazenadas na memória, devem ser realizado diariamente, durante o sono REM (movimento rápido dos olhos), processo que normalmente, ocorre entre a meia noite e seis horas da manhã. Os florais atuam, então, contribuindo na captação dos aminoácidos essenciais aos processos cerebrais de formação enzimática que, no cérebro, passam a gerar sinapses (frequências, luz) que serão conduzidas através dos sistemas nervosos simpático, parassimpático e isquiáticos, para se transformarem em memória descartada. Esse processo é conhecido como gênese dos miasmas, pelos alquimistas.  

As memória das experiências do cotidiano e herdadas através do DNA que forem essenciais à vida  são armazenadas no campo eletromagnético do indivíduo (aura) e passam a constituir o banco de formulas de bioquímicas, que eventualmente poderão ser requisitada e coletada da aura através dos chakras, sendo conduzido através da medula espinhal até a região supra quiasmática, abaixo do corpo caloso, onde na presença de aminoácidos, se transformarão em enzimas que darão os comandos necessários para as ações requeridas às atividades orgânica do dia a dia.

O processo de regeneração do organismo tem um caminho semelhante ao da fixação das memórias e pode ser catalisado pelos florais. Os aminoácidos oriundos do processo digestivo, orientados pelas menórias do indivíduo ( aura e DNA) formam enzimas no cérebro, que a partir dos comandos naturais do organismo, em equilíbrio, dão início a todos os processos de reconstrução celulares, histológicos e orgânicos, além de fortalecer e ativar o sistema imunológico do organismo.



Segundo o Alquimista Joel Aleixo, além desses processos bioenergéticos descritos, os florais também contribuem eletromagneticamente, reestruturando o campo eletromagnético do organismo que o toma, proporcionando à aura comprimentos de onda ideais aos processos de descartes, defesa e reconstrução orgânica. Para Aleixo, todas as informações que dão origem à gênese enzimática iniciam em forma de comprimento de onda no cérebro (hipófise e hipotálamo), na forma de luz, sinapses. 





As plantas de onde são extraídas as flores para a confecção dos florais possuem auras, comprimentos de onda, que através dos processos alquímicos são preservados nos remédios vivos e serão absorvidos pelo organismo de quem os toma.

Sintetizando, o mecanismo de ação dos florais se dá inicialmente, no nível energético no Sistema Nervoso Central (SNC) e posteriormente atua fisicamente principalmente nas duas glândulas, a hipófise e o hipotálamo, irradiando sua ação para todo o organismo. A melhor forma de tomá-lo é sublingual, pela facilidade de difusão quando há princípios ativos , caso dos florias alquímicos e pela proximidade da hipósife, no caso dos florais solares.  O melhor horário, depende da finalidade a ser atingida; no geral se utiliza a tomada antes das refeições, quando se deseja um efeito terapêutico mais físico ou antes de dormir quando o objetivo de harmonização é mais emocional ou espiritual.



O Sistema Floral TACAI




O Floral do Sistema TACAI é feito a partir das de 4 flores:  hibisco, bouganville, orquídea e jasmim representando os quatro elementos da Alquimia:  Fogo, Terra, Água e Ar

As energia  Sulphuricas, o emunctório mais denso das 3 substâncias da alquimia, é representada pelo hibisco e bouganville; a orquídea e o jasmim representam, as energias mais sutis, o Mercúrio das três substâncias da alquimia e os cristais de quartzo e as cinzas dessas 4 flores masseradas atuam como o Sal Alquímico e fazem a integração do princípio sulphurico, com o princípio mercurial.

O hibisco e a bouganville representam, respectivamente, os elementos: Fogo e Terra, dentre os elementos da alquimia e estas flores têm no seus DNAs, a diversidade de todas as cores (vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, indigo, lilas e branco), representando o espectro solar e a união de todas as cores (corpo umeral), além de terem como experiência ambiental a rusticidade.

A orquídea, o jasmim e/ou a beladadona (saia branca, zabumba), representam os elementos água e ar, respectivamente. 

O cristal de quartzo e as cinzas da calcinação dessas 4 flores, vão servir de fixador da “alma da planta “ no floral, o Sal da alquimia, substancia integradora que une os princípios volátil ao oleoso.

Os elixires de minerais também integram os nossos remédios vibracionais.


O kit dos FLORAIS MATRIZES,  do Sistema Floral TACAI.


São cinco os florais matrizes do sistema floral TACAI: 

HIBISCO ( Fogo), BOUGANVILE (Terra), FLORAL DE INTEGRAÇÂO ( Rescue), 
ORQIDEA(Água) e JASMIM / BELADONA (Ar)


Hibiscus
É um gênero botânico, com cerca de 300 espécies, inserido na família das Malvaceae. Hibiscus significa Ísis (deusa egípcia), em grego. Sua cores variam desde a frequéncia de 700 nm a 400 nm, do violeta ao vermelho do espectro solar. Representa o elemento Fogo dos 4 elementos da alquimia e tem as características energéticas sulphuricas ( instintos, sobrevivência, reprodução)




Bouganville
É do gênero botânico de angiospermas da família Nyctaginaceae, nativas da América do Sul, planta de grande resistência, rusticidade e tenacidade encontrada em divervesas cores do branco, violeta ao vermelho, representa o elemento Terra, dos elementos da alquimia, e como o hibisco tem características energéticas sulphuricas.


  











Orquídea
Pertence a uma família de plantas, subdividida em cerca de 1.800 gêneros e a cada gênero de uma a centena de espécies. O número total de espécies oscila em torno de 35.000, espalhadas pelos quatro cantos do mundo, representam o elemento Àgua da alquimia, caracterizam-se pela expressão de energias sutis, o Mercúrio das três substâncias da Alquimia














Jasmim e/ou Beladona
 Representante do elemento Ar.  O Jasmim Laranjeira e/ou Trombeta (Beladona), também conhecida como "zabumba", ambas tem a característica da expansão do elemento Ar, também caracterizam-se pela expressão de energias sutis, o Mercúrio, das 3 substâncias da Alquimia.

(obs: o floral do elemento Ar, pode ser confeccionado tanto pelo jasmim laranjeira como com a beladona ou os dois integrados)



             











Floral de Integração ( RESCUE)

Tem todos as essência em uma só matriz, é usado , normalmente, para abrir os tratamentos ou quando o terapeuta não tem certeza de qual floral utilizar, inicialmente. Este floral leva paciente a externar as desarmonias faciliando a avaliação do terapeuta no que se diz respeito a qual elemento harmonizar (fogo, terra água ou ar).







Floral Ambiental TACAI, de limpeza e proteção:




Sabonetes com essências florais

Sabonete Proteção e Limpeza ( Elemento Fogo)
Floral sutil TACAI do elemento fogo, ramos de arruda, essência de arruda, sais de banho de arruda. 



Sabonete Calma e Harmonia ( Elemento Ar)
Floral sutil TACAI do elemento ar , erva doce, essência de dama da noite e sais de banho de alfazema.






Vantagens do Sistema Floral TACAI

Essas quatro essências florais, mais um floral de integração, feito da síntese das quatro essências  florais, podem ser aplicadas em toda e qualquer desarmonia, pois as suas funções são, basicamente, conectar o corpo a aura, colocando o espírito em sintonia com o somático, harmonizando  as três substância da alquimia,  equilibrando  os  4 elementos ( fogo, terra, água e ar) , alinhando os chakaras que irão receber as informações frequências de onde existe desarmonia e deve ser harmonizado.

Cada um dos cinco florais TACAI promove a harmonização, o endereço da terapêutica, a função a ser restabelecida, o órgão afetados a ser tratado, a desarmonia de constituição a ser reparada, o pleno comando do RNA e DNA, a correção de desarmonias no corpo umeral, o equilíbrio das influências planetárias do dia do nascimento a serem corrigidas, a eliminação de miasmas e ativação de emunctórios naturais de descartes, o equilíbrio de heranças genéticas, além de promover a indução frequêncial das mandalas e gráficos radiônicos, na busca do equilíbrio do organismo. 

O floral servirá de substrato básico de fixação das frequências de harmonização, sem os risco de usarmos substratos com desarmonias energéticas, pois a aura de cada flor, de forma natural, faz a proteção energética do substrato a ser usado para indução as mandalas e gráficos radiestésicos utilizados no nosso sistema de terapia gráfica, coadjuvante, a terapia floral TACAI , no processo de harmonização.

 

 

Herbário do sistema floral TACAI

Sitio Flor de Ororuba e Espaço Vida e Saúde ( Aldeia - Camaragibe /PE)








Florada da primavera.


 Dia 27 de setembro de 2015, tivemos um momento muito especial na UNATE: captação de flores para preparação dos Florais TACAI. Início da primavera, lua vermelha, dia de São Cosme e Damião, eclipse lunar, Daniel Fialho e Antulio Madureira , tocando flauta, tambor xamânico e bols de cristais, foram os ingredientes desse momento mágico.

 Resultado de imagem para eclipse e lua vermelha

O eclipse e a lua vermelha, foram os catalisadores desse momento especial, associdamente ao momento especial, dia de São Cosme e Damião: Os gêmeos árabes Cosme e Damião eram filhos de uma nobre família de cristãos. Nasceram por volta do ano 260 d.C., na região da Arábia e viveram na Ásia Menor, no Oriente. Desde muito jovens, ambos manifestaram um enorme talento para a medicina, profissão a qual se dedicaram após estudarem e diplomarem-se na Síria.Tornaram-se profissionais muito competentes e dignos, e foram trabalhar como médicos e missionários na Egéia.
 

 Resultado de imagem para cosme e damião

Os trabalhos de preparação das Matrizes Florais tiveram 14 horas de duração, com a presença de Luanda ( Lua), Daniel Fialho, Antúlio Madureira e da Drª Regina Fialho. Realizando a programação das tinturas mães e a indução com sons harmônicos, específicos para cada flor.





O trabalho de preparação iniciou na noite de 27 de setembro de 2015 , com o pernoite na UNATE, sob o céu de lua vermelha e um eclipse lunar.

Fases da preparação:

I - Coleta as flores Yang feito por homens e as flores Yin, por mulheres





Após a coleta as flores foram expostas à lua das 03:00 às 05:00 e ao sol das 06:00 às 09:00.



Os recipientes com as flores receberam a energia da lua e do sol , sobre mandalas, representam cada um dos elementos: Fogo, Terra , Água e Ar.

Após o período das 6 horas de exposição, o líquido matricial foi retirado e as flores queimadas, calcinadas, para ser retirado o sal de cada flor. Sal que servirá de corpo físico para que a flor se fixe no líquido como uma alma que necessita de um corpo para se manifestar fisicamente.





Posteriormente as cinzas e o liquido matricial foram filtrados e unidos, a cristais de silício, para o período de fixação , que dura um ciclo lunar, 28 dias. devidamente "Plantados" na mãe Terra.













As Flores do Floral TACAI


Hibiscus
É um gênero botânico, com cerca de 300 espécies, inserido na família das Malvaceae. Hibiscus significa Ísis (deusa egípcia), em grego. Sua cores variam desde a frequéncia de 700 nm a 400 nm, do violeta ao vermelho. Representa o elemento Fogo dos 4 elementos da alquimia e tem as características energéticas sulphuricas




Bouganville
É do gênero botânico de angiospermas da família Nyctaginaceae, nativas da América do Sul, planta de grande resistência, rusticidade e tenacidade encontrada em divervesas cores do violeta ao vermelho, representa a Terra dos elemntos da alquimia e como o hibisco tem características energéticas sulphuricas.




Orquídea
Pertence a uma família de plantas, subdividida em cerca de 1.800 gêneros e a cada gênero de uma a centena de espécies. O número total de espécies oscila em torno de 35.000, espalhadas pelos quatro cantos do mundo, representam o elemento Àgua da alquimia, caracterizam-se pela expressão de energias sutis, o Mercúrio das 3 substâncias da Alquimia. 
Embora sejam catalogadas, geralmente, como flores tropicais, as orquídeas crescem naturalmente em quase todo o tipo de clima,mostrando sua capacidade de adaptação, característica do elemento água. Apesar de sua versatilidade, há algo distintamente exótico sobre as orquídeas, são consideradas uma das flores mais evoluídas do mundo, pela distinção sexual e beleza. Caracterista que nos fez classificá-las com flores mercuriais de energia sutil.





Jasmim
Classificaremos como Flores de Jasmim duas flores que serão representantes do elemento Ar. O Jasmim Laranjeira e Jasmim Trombeta, também conhecida como Zabumba Branca, ambas tem a característica da expansão do elemento Ar, pelo poder de irradiação de seu perfuma à noite, características próprias da substância Mercúrio da Alquimia.

A murta-de-cheiro é um arbusto grande ou arvoreta, que pode alcançar até 7 metros de altura. Muito utilizada para a formação de cercas-vivas, a murta-de-cheiro apresenta ramagem lenhosa e bastante ramificada. Suas folhas são pinadas, com 3 a 7 folíolos pequenos, elípticos, glabros, perenes, brilhantes e de coloração verde-escura. Durante todo o ano produz inflorescências terminais, com flores de coloração branca ou branca-creme, com perfume que lembra jasmim e flor-de-laranjeira. Os frutos são do tipo baga, oblongos, carnosos, pequenos, de coloração vermelha a alaranjada e são muito atrativos para os pássaros.




Trombeta, Saia Branca, Beladona ou Zabumba

A Beladona / Trombeta é um arbusto grande e ereto, que atinge facilmente 2 ou 3 metros de altura. Suas folhas são grandes, ovais, alternas, caducas, verdes e pubescentes na face infeiror. As flores em formato de trombeta, são pêndulas, simples, perfumadas e podem ter cerca de 30 cm de comprimento.

São em geral de coloração branca ou amarela, mas ocorrem variedades e híbridos de flores róseas e dobradas também. Desta flor são extraídas substâncias de utilização farmacêutica, para a produção de medicamentos contra o mal de Parkinson, infecções urinárias, problemas cardíacos, síndrome pré-menstrual, e intoxicações por colinérgicos.

Deve ser cultivado sob sol pleno, em solo fértil, arenoso e enriquecido com matéria orgânica, regado a intervalos regulares. As adubações devem preceder a floração e as podas devem ser realizadas após a floração. A beladona ou trombeteiro aprecia o calor e a umidade, e é comum observá-lo naturalmente na beira de riachos. Podemos plantá-la sob meia-sombra, mas as flores podem se tornar esparsas nesta situação de luminosidade. Não tolera o frio intenso, mas podem ser cultivadas em estufas. Multiplica-se por sementes e estaquia.

Na preparação do Floral TACAI a representação  do elemento Ar, poderá ser feita por qualquer uma dessas duas flores Jasmim, Beledona ou as duas, simultaneamente, no mesmo floral.




Preparação da Matriz do Floral TACAI


A preparação desse floral segue os mesmo preceitos da obtenção da energia vital floral, dos Florais de Bach e alguns princípios da alquimia de Paracelso.

Seguindo os preceitos da Alquimia a coleta das flores deve ser realizada nas madrugadas de lua cheia, pois o efeito atrator do magnetismo da lua sob a seiva dos vegetais, leva para as extremidades superiores e para as flores, a seiva expandindo a aura da planta, facilitando a captação das frequências vitais do vegetal. 

Preferencialmente, deve-se usar na capatação de energia floral das flores sulphuricas, hibisco e bouganville, flores com todas as cores do  espectros de luz solar disponíveis na espécie, do vermelho ao lilas, incluído a cor branca. 

Os coletores devem estar em estado de equilíbrio, tendo em mente o objetivo nobre e evolutivo da coleta, tanto para a planta, que empresta a sua energia vital curativa, como para quem vai recebe-la. 

Esta troca beneficiará ambos os seres, doador e receptador, pois a energia vital do ser vegetal equilibrada habitará, por um período, o campo eletromagnético (a aura) de um ser hominal, que mesmo em desequilíbrio momentâneo, têm mais tempo de experiência vivencial, no reino animal, trazendo para o  vegetal essa experiência a través do seu campo mórfico (akasico).

Ao final da coleta os coletores devem fazer uma mentalização de agradecimento à Natureza e encerrar os trabalhos de coleta.


Fixação da energia vital das flores na  Matriz Floral
Depositar as flores , em  um vasilhame de vidro, translucido, de boca larga, com água mineral pura, deixá-las expostas ao sereno da madrugada, até as primeiras 3 horas, de raios solares plenos ( 3 horas de raios solares,  de incidência de pelo menos 45º), em cidades de latitudes e longitudes semelhantes a de Recife/PE equivale a uma exposição das 6 h às 9h. 

Após a ativação, com os raios solares retiram-se as flores e filtra-se a água, agora matriz floral primária.  As flores que serviram ao propósito de preparação da matriz floral primária devem ser retiradas, maceradas e calcinadas, a alta temperatura, transformando-as em cinza, essa cinza chamamos de o Sal de integração da Alquimia  será incorporada a água magnetizada pelo sereno, sol e aura das flores.


Para confecção da matriz floral secundária adiciona-se a matriz primária ( a água magnetizada e as cinza das flores maceradas), um conservante ( álcool de cereal ou  brandi de uvas) , na proporção de 7 para 1 da matriz primária ). Essa solução alquímica deverá repousar por 28 dias, um ciclo lunar, protegido da luz solar direta e na presença de cristais ( Silício, Olho de Tigre, Ametista, Água Marinha, Quartzo verde e Citrino) representando cada um dos elementos ( Terra, Fogo, Água , Ar e Integração dos elementos).  










Maceração das flores


Calcinação das flores


Após o ciclo lunar, de 28 dias, a matriz floral TACAI está pronta para ser enriquecida com indução biomagnética da intenção de harmonia, mentalização com imposição de mãos e transferência de intenção gráfica de algumas mandalas do sistema de cura SANJEEVINI.




Essa matriz é que irá ser manipulada para fazer o substrato floral que poderá receberá mais algumas  induções magnética das FQG – frequências quânticas gráfica ( mandalas TACAI e SANJEEVINI) e servirá de catalisador do RVT – Remédio Vibracional TACAI. (quem prepara este RVT , nesta fase, é o terapeuta, através do KIT do sistema floral TACAI)

Três gotas da Matriz Floral são suficientes para ativar o substrato floral em um recipiente de 30ml, 5 gotas para o recipiente de 50ml. O substrato do remédio floral deverá ser consumido em 30 dias.


A Armazenagem da Matriz Floral
A armazenagem deve ser feita em vidro, lacrado, em locais protegidos da luz solar direta. A validade da Matriz Floral é de 5 anos e a armazenagem deve sequir as normas de segurança sanitária.
O Kit Floral TACAI
O kit do sistema TACAI é composto de 5 florais matriz (Hibisco, Bouganville, Orquidea , Jasmim e o Floral de Integração). Cada floral representa um elemento da alquimia ocidental e o floral integrado tem na sua composição todas as flores do sistema floral TACAI, em um só frasco.


Floral Hibisco (Comandos de REGENERAÇÃO)
O floral matriz hibisco representa o elemento Fogo. Será usado para servir de substrato para indução de FQG visando tratar, principalmente, desarmonias no emunctório sulfúrico, intestinos, aparelho excretor, prisão de ventre, deficiências na região abaixo da cicatriz umbilical, pernas, joelho, articulações coxo femural, deficiências do elemento fogo. Usa-se, principalmente, para doenças com manifestação física crônicas, depressão por falta de fogo, falta de iniciativa, problemas da infância com a formação óssea, ausência do pai biológico, no primeiro setênio de vida.

Floral Bouganvile (Comandos HORMONAIS)
O floral matriz bouganville, representa o elemento Terra. Será usado para servir de substrato para indução de FQG visando tratar, principalmente, desarmonias no emunctório salino, sistema sanguíneo, deficiências musculares, órgãos acima da cicatriz umbilical até o diafragma. Emocionalmente: falta de persistência para concluir os projetos pessoais, preocupações doentias, ansiedade.

Floral Orquídea (Comandos METABÓLICOS)
O floral matriz orquídea, representa o elemento Água. Será usado para servir de substrato para indução de FQG visando tratar, principalmente, desarmonias no emunctório salino e mercurial , que relacione-se com falta de adaptabilidade, materialismo excessivo, falta de sensibilidade.

Floral Jasmim/Beladona (Camandos NERVOSOS)
O floral matriz jasmim, representa o elemento Ar. Será usado para servir de substrato para indução de FQG visando tratar, principalmente, desarmonias no emunctório mercurial, problemas de memória, convulsões, sistemas nervoso e linfático, falta de compreensão de aspectos espirituais, processos obsessivos que já tenham comprometido a mente, distúrbios bipolar, depressão sem motivo, insônia.

Floral Integrado ou de Integração (RESCUE)
(Realiza integração e conssorciação de comandos metabólicos, nervosos, hormonais e de regeneração)

Compõe o floral de integração todas as quatro flores do sistema TACAI + a frequência do mineral silício e as cinzas, de todas as flores do sistema floral. Ele  deve ser usado , normalmente, na primeira consulta para harmonizar de forma global o cliente e identificar, de forma mais clara, os emunctórios (vias de limpeza) em desarmonia. 

Serve tambem quando o terapeuta quizer usar dois ou mais florais, no mesmo substrato (Remédio), neste caso atua como agente de integração e usa-se só uma gota do floral de integração, na confecção do substrato floral (remédio). 
Já se for usá-lo como floral de base para TFQG - Terapia Frequencial Quântica Gráfica ( Remédio = Floral TACAI + frequência terapêutica das mandalas)normalmente é ministrado no inicio do tratamento, para o terapeuta ter tempo de avaliar melhor o cliente. Deve-se usar as 3 gotas da matriz para um frascos de 30ml e 5 para um de 50 ml.



Posologia

Resultado de imagem para bebe tomando o remédio floral


Normalmente o Floral TACAI é tomado de forma sublingual, 6 gotas de 2 a 3 vezes ao dia. Podendo ser tomado, no primeiro dia, de 1 em 1 hora para que haja a impregnação e uma melhor resposta. Em situações críticas, para redução de sintomas pode ser tomado até de minuto em minuto. Para bebes e crianças de 2 a 12 anos, pode ser tomado 1 a 3 gotas , sublinguais, 2 a 3 vezes ao dia. 

Para bebes de 0 a 2 anos, pingar na colher e colocar na boca 


Resultado de imagem para bebe tomando o remédio floral




A alquimia e os setênios na Terapia Floral TACAI

Tanto os alquimistas orientais quanto os europeus observaram que as mudanças biológicas e espirituais ocorrem de sete em sete anos.

Há pequenas diferenças da visão dos conceito dos setênios, no que se diz respeito a importância da presença das figuras arquetípicas masculina e feninina, no desenvolvimento do ser, da Antroposofia para a visão da Alquimia Espargíria, descrita por Paracelsus.

Segundo Paracelsus a presença da mãe no primeiro setêncio é muito importante para os cuidados com a criação, todavia a grande influência hormonal e energética nesta primeira fase da vida é a da figura arquetípica masculina , o pai biológico, influenciando com a ressonância dos seus hormônio gerando o início de todos os processos metabólicos, fase ligada predominantemente ao elemento fogo. Nesta fase a criança precisa do cuidado físico da mãe, mas é essencial a resonância com os hormônios paterno, presença física do pai biológico.

Isto não ocorrendo podem se desenvolver desarmonias relacionadas a formação  óssea, principalmente das pernas e parte inferior dos intestinos.

O objetivo dos conhecimentos da fisiologia energética ligada aos setênios é principalmente alertar sobre as influências físicas e energéticas geradas em cada uma dessas fases da vida. 

Na alquimia de Paracelsus ele explica os setênios comparando a duas serpentes que ativam cada um dos 7 chakras principias, a cada setênio. 

São as serpentes do Pai e da Mãe.


   Figura com a representação das serpentes da mãe e do Pai ( Alquimista Joel Aleixo)

 A união do princípio feminino e do princípio masculino forma a divina alquimia.



Na ausência do pai biológico, no primeiro setênio, a terapia floral TACAI, utilizando o floral do elemento fogo (hibisco), programado com as mandalas de harmonia com o arquétipo masculino é de extrema importância e minimiza os efeitos desta falta.



O hexa-grama abaixo representa a união dos princípios feminino e masculino.



Nos quatro cantos vemos os símbolos dos quatro signos cardeais:



Áries (fogo), Câncer (água), Libra (ar) e Capricórnio (terra). Eles formam a cruz cardinal no céu e expressam também a união do feminino e do masculino.

 



No centro do hexagrama encontramos Mercúrio, o mensageiro celeste e divino, a força que unifica os opostos, por isto Mercúrio é o portador do famoso Caduceu.


Mercúrio está no centro da cruz e do hexagrama, por isto Mercúrio pode ser comparado a outras divindades míticas que cumprem a mesma função de unificar os opostos, yin e yang .

Quando nos unimos a alguém sexualmente estabelecemos uma ligação energética que promove uma união em vários níveis: energético, kármico e espiritual. Isto possui diferentes implicações em nosso destino. Este é um dos ensinamentos desta imagem alquímica.


Os Setênios na visão de Paracelso

O primeiro setênio, vai da primeira respiração aos 7 anos de idade, época de ativação do chakra da base, neste faze da vida a presença física da mãe é muito importe para proteção e cuidados da criança, todavia, há a necessidade de presença física do pai biológico para ativação dos hormônios do crescimento, fixação de cálcio nos ossos e estruturação dos sistema nervoso, imunológico, respiratório , digestivo de forma adequada. Esta influência ocorre pelos feromônios paterno e através de indução das frequências do campo eletromagnético do pai.

A ausência desse estímulo pode provocar má formação óssea, pernas fracas, fragilidade capilar nos vasos sanguíneos, falta de instintos de sobrevivência, corágem.

No corpo físico influencia: pernas, órgãos genitais, ânus, próstata, ossos, parte inferior do intestino. No comportamento: segurança no “caminhar” da vida, vitalidade, instintos, sexualidade.

O segundo setênio ocorre dos 7 anos aos 14, nesta faze a influência da ressonância hormonal está muito ligada à presença da mãe biológica. Nesta faze a ausência física da mãe afetará todo processo ligado a menarca, sistema reprodutor, aspectos ligado a criatividade , sensualidade.

Está ligado diretamente ao segundo chakra. No corpo físico influencia: baço, vesícula, útero, ovários, bexiga, pâncreas, intestino delgado, parte inferior do fígado. No comportamento: auto-estima, expressão do corpo, vaidade, sensualidade, medo ou dificuldade crônica de engravidar.
O terceiro setênio, dos 14 aos 21 anos está, mais uma vez, muito ligado a figura arquetípica masculina, o pai biológico a sua ausência física nesta época do processo encarnatório poderá prejudicar o aparelho digestório. No corpo físico influencia : estômago, rins, intestino grosso (cólon), supra-renais. No comportamento: emoções, ansiedade, inseguranças e expectativas, fragilidade psicológica.

O quarto setênio, dos 21 aos 28 anos é a faze de conclusão do processo encarnátório o organismo conclui a construção do corpo físico a semelhança da estrutura energética, chamada pelo alquimistas orientais de herança pré celestial . Coincidentemente nesta faze conclui-se o processo de calcificação ósseo do organismo com a finalização da calcificação do osso da clavícula que coincide com a área de atuação do quarto chakra, o chakra cardíaco.

Neste período, segundo o alquimista Paracelso, é fundamental, mais uma vez a ressonância hormonal com a mãe biológica. No corpo físico influencia: pulmões, coração, timo, parte superior do fígado. No comportamento: sentimentos, paixão, amor incondicional, depressão, angústia, melancolia, tristeza.

O quinto setênio, dos 28 aos 35 anos,  fase onde o signo ascendente passa a ter uma maior influência sobre a personalidade da pessoa, o corpo físico já está totalmente concluído e as responsabilidades aumentam, o ser será agora completamente responsável por suas atitudes e escolhas, deixa de ser uma “criança alquímica”.

Esta fase está ligada energeticamente ao chakra laríngeo e faz parte da serpente paterna. No corpo físico influencia: garganta, boca (parte inferior), língua, tireóide, dentes inferiores. No comportamento: mente elaborada, vocação, despertar o senso crítico, capacidade de reflexão elaborada, área mental analítica, concretizar os sonhos, a ausência da figura arquetípica máscula nesta faze pode levar a dificuldade de expressão e de relacionamento, timidez excessiva.

O sexto setênio, dos 35 aos 42 anos, neste período há uma influência da figura arquetípica feminina, serpente materna, mas da mesma forma que no setênio anterior, já não há mais grande influencia na constituição física só emocional, pois o corpo já está totalmente formado. No corpo físico ainda influencia: glândula pineal, hipotálamo, olhos, ouvidos, parte superior da boca, vias respiratórias. No comportamento: intuição, visão de futuro, reflexão sobre a própria vida, capacidade de observação.
O sétimo setênio, dos 42 aos 49 anos, neste período há o encontro das duas serpente, masculina e feminina, no topo da capaça, chakra coronários. No corpo físico influencia: cérebro, hipófise. No comportamento: sabedoria, inspiração, criatividade, sensibilidade espiritual.

Ao concluir este ciclo, aos 49 anos a energia retorna ao chakras da base e refaz todo caminho de influência, dai em diante o ser precisar dar uma elevada na frequência dos chakras, sublimando as emoções relativas a cada frequência dos espectro luminoso, a aura.

Dos 49 aos 56 os instintos precisam ser vividos com um frequência mais elevada, uma oitava acima do que foi vivido dos 0 aos 7 anos e assim por diante. Com o risco de serem desenvolvidos doenças degenerativas nesta época se esta elevação de frequência não ocorrer.

Segundo as leis da alquimia Espagíria, na prática terapêutica, observa-se que nos primeiros 7 dias de atuação dos florais (momento mercurial) há uma predominância de respostas emocionais, nos 14 dias  subsequente de tratamento começamos a observar melhoras nos exames, taxas e iniciam-se as respostas fisiológica identificáveis por exames de sangue, urina, fezes ( momento salino) e a partir dos 21 dias de terapia floral é que o corpo inicia os processos regenerativos ( momento sulfúrico)


                   Leonardo de Paiva
Fisiologista - Fioterapeuta - Alquimista Floral  - Acupunturista
                 Sistematizador do Sistema Floral TACAI





NOTA DA ANVISA SOBRE FLORAIS:



A ANVISA reconhece e libera as essências florais no Brasil.

Fala do diretor-presidente da ANVISA, sr. Dirceu Raposo de Mello (Ata da Audiência Pública do Senado) :


(...) “ Vou falar sem conhecimento de causa. Não sou especialista na área. Mas acho que nesse campo tem que ser como planta medicinal. Porque nós estamos falando de que floral? De Bach? Da Califórnia, de Minas Gerais? Como é que eu vou regulamentar? Aí querem regulamentação para isso. É melhor não regulamentar. Isto é melhor que não se regulamente. Porque não tem como regulamentar isso, e se for criado uma regulamentação vai ter que ter ensaio para ver a eficácia, a segurança... E não tem como fazer. Então eu não entendo qual é a questão aqui. Porque o floral está liberado. O floral não tem impedimento”.


[Fonte: 16.ª Reunião da Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios, extraordinária, da 1ª Sessão Legislativa Ordinária da 53ªLegislatura, realizada em 01 de outubro, de 2007, às 18h30, na sala de reuniões Nº 19, ala Alexandre Costa, Senado Federal].

No comments:

Post a Comment